Criança Morta


Existe uma lenda urbana que fala sobre crianças mortas que visitam nossa casa. Minha avó me contava essa história sempre que eu deixava os brinquedos espalhados pelo chão. “Cata isso, menino, senão o menino-morto leva”, ela dizia. Hoje, adulto, imagino que ela falava isso para que eu não deixasse os carrinhos e bonecas espalhados pela casa. Dizem que os espíritos de pessoas que morreram ainda crianças, buscam além dos brinquedos, doces. Como elas viveram pouco tempo entre os vivos, esses espíritos se acostumam rapidamente com a ideia da morte e conseguem adentrar a casa das pessoas com mais facilidade. Em alguns casos, se na casa em questão morar crianças, os espíritos começam a aparecer de maneira singela para elas, tornando-se o que chamamos de “amigos imaginários”.
Há um exercício que te ajuda a enxergar os espíritos infantis que brincam na sua casa durante a noite.
Se você tiver algum brinquedo que foi seu, deixe-o perto de sua cama e antes de dormir, mentalize as palavras: “Brinca menino ou menina que morreu, o brinquedo que um dia foi meu, esta noite será seu”. Dizem que na mesma noite, você vai ver uma criança pálida agachada aos pés da tua cama, te encarando. Tente não esboçar medo e, caso consiga, empurre o brinquedo, oferecendo-o para a criança. Dizem que no outro dia, quando você acordar, vai ouvir passos de criança correndo pela casa, como se estivesse brincando, pois ela entendeu que é bem-vinda ali. Porém, atenção: na noite seguinte, repita as palavras e ordene que o espírito vá embora. Torça para que ele aceite, caso contrário, o espírito ficará morando em seu quarto até conseguir o que quer: levar o brinquedo e alguém para brincar com ele, no caso, você, que fez o ritual.

Fonte: Lenda Urbana TV.

0 Comentários:

Postar um comentário